Dom Bosco e Sinop fizeram suas estréias na Série D 2018, e apesar dos resultados não terem sidos dos melhores, a sensação de que podem se superar e surpreender ficou no ar. O futebol apresentados por ambos os representantes de Mato Grosso, pode ser encarado como uma transição entre o "acaso" e a "seriedade", de trabalhos que vem se solidificando ano após ano, e que podem trazer "frutos" em breve.

Praticamente, num duelo "Davi x Golias", Azulão da Colina recebeu o Brasiliense na Arena Pantanal, e apesar da grande diferença de orçamento e elenco do rival, que conta com nomes como Souza ex-São Paulo e o atacante Nunes ex-Vasco, o Dom Bosco soube equivaler com o rival na parte tática, e num momento de distração nos minutos finais, sofreu o gol que culminou em sua derrota.

O Sinop, soube segurar um empate em 0x0 fora de casa contra o Ceilândia, e apesar das poucas chances que teve, o time ainda apresenta dificuldades no ultimo passe na hora da finalização. Ceilândia teve mais oportunidades, dominando quase toda a partida, mas a defesa do Galo do Norte conseguiu ter  "sangue frio" para inclusive tirar uma bola em cima da linha aos 35 do segundo tempo, e garantir um ponto fora de casa.

Mesmo que ambos os times mato-grossense não tenham conseguido a vitória na rodada de estréia na série D, a impressão que fica nos torcedores, é provável que tenhamos um desempenho melhor que nos últimos anos na Quarta divisão, e com alguma chances de ambos avançarem para o mata-mata.