Ooooooo, o campeão voltooou, o campeão voltooou, o campeão voltooooou! Fala, meus fi! Bão demais? Chegamos com o programinha mais pé quente do Brasil. E humilde, né? Vamos trocar uma ideia sobre as finais da Copa América e da Copa do Mundo Fifa de Futebol? Teve expulsão e chororô de Messi, expulsão do Gabriel Jesus, mas teve garra das meninas da Holanda e uma experiência incrível das americanas, além é claro do Daniel Alves levantando mais um caneco pra gente. Agora já dá o play do fortalecimento e vamos que vamos ao que interessa.

A seleção manteve a escrita de sempre vencer a Copa América disputada somente no Brasil. Mas não pense que foi um jogo simples. O Peru começou marcando em cima do Brasil, sem dar espaço, dando aquele velho abafa, ou a blitz do Muricy. Aos poucos o jogo brasileiro foi encaixando e o Gabriel Jesus que já vinha evoluindo durante a competição, fez uma jogada lindona e cruzou no pé do Evérton Cebolinha que completou de primeira.

Quando parecia estar tudo certo, o Peru começou uma reação, e em um ataque o juiz deu pênalti para eles. Pelas novas regras, ao meu ver, não foi, mas ele até conferiu no VAR e confirmou. Guerrero bateu e acabou com a invencibilidade de Alisson. Bola de um lado e goleiro do outro. Já começava dar aquele frio na espinha de novo, quando Firmino rouba uma bola de calcanhar no meio de campo, ela cai no pé de Arthur, que dessa vez não segura demais e passa Gabriel de Jesus colocar na bochecha da rede. Aquele golzinho pra ir pro intervalo com o fôlego recuperado.

No segundo tempo o Peru voltou a pressionar, e em um lance na intermediária, Gabriel Jesus deu um encontrão nas costas do Peruano, que deu aquela valorizada elevou o cartão vermelho. Ele saiu revoltado, deu um soco na cabine do câmera, fez gesto que o juiz estava roubando, empurrou a cabine do VAR e quase a derrubou, sentou no túnel e chorou igual criança. Confesso que nessa hora eu achei que tinha azedado. Richarlison já estava na lateral de campo pra entrar no lugar de Firmino, voltou pra conversar com o Tite, que parecia até querer mudar a alteração. Mas a manteve.

O Peru brigava pelo empate quando o Casa Grande falou: “agora é jogo pro Éverton Cebolinha e Richarlison. Tem que ir pra cima da marcação”. Logo em seguida, Cebolinha pegou a bola e partiu pra cima dos peruanos, driblou, entrou na área e sofreu o pênalti mais uma vez validado pelo VAR. Richarlison cobrou e saiu para o abraço. Não tinha mais dúvida, seríamos campeões novamente no Maracanã. Foi um jogo masseira de assistir.

Os argentinos ficaram em 3º lugar, mas saíram reclamando muito da organização, da arbitragem, de falta de respeito. O Messi, por exemplo, nem foi receber a medalha. Eu acho isso bizarro. Não o protesto em sim, porque tiveram alguns lances bem questionáveis, como a expulsão, o VAR, enfim. Mas isso de não querer pegar a medalha de 2º ou 3º, não posar pra foto, acho mimimi, de verdade. Pra quem vive pedindo respeito, isso é bizarro demais.

Em entrevista o camisa 10 da argentina disse: “Nós não temos de fazer parte desta corrupção, foi por isso que não quis receber a medalha. Fomos desrespeitados ao longo de toda esta Copa América. Não nos deixaram estar nesta final. Quem? A corrupção e os árbitros, que não permitiram as pessoas desfrutar do futebol. Isto está feito para o Brasil! Creio que não há dúvidas. O Peru tem equipa para sonhar, mas não sei se vão deixar. Aquele lance tinha ficado resolvido com um cartão amarelo para os dois. Se calhar foi a mando de alguém e paguei a fatura do que disse no último jogo. Agora, se vou ser suspenso… Façam o que quiserem, a verdade tem de ser dita”.

E pra finalizar, hoje também teve a final da Copa do Mundo Feminina de Futebol. Eu achei daora demais a repercussão que teve e gostaria que essa visibilidade fosse mantida. Pela primeira vez foi transmitida pela TV aberta no Brasil. Segundo a imprensa noticiou, teve muita procura por ingressos e a audiência foi muita expressiva. As meninas merecem esse reconhecimento. Jogam um futebol de qualidade mesmo sem a mesma estrutura do futebol masculino.

Na final, a seleção dos Estados Unidos dominou o jogo, mas enfrentou uma Holanda muito consciente do que precisava fazer. Marcou bem, tentava sair no contra-ataque, mas não conseguiu converter em gols. E no segundo tempo, a estrela americana Rapinoe abriu o placar de pênalti, e logo em seguida Lavelle fez mais um. Final 2×0 pras meninas dos Estados Unidos que são praticamente imbatíveis. Mas é preciso parabenizar as holandesas, essa é apenas a segunda Copa do Mundo que elas participam e já chegaram a final. E não chegaram por acaso. Fizeram uma excelente competição e foram campeãs europeias.

Curtiu a Copa América e a Copa do Mundo Feminina? Me fala aí nos comentários o que achou.

Valeu demais pela moral. E compartilha nas suas redes sociais sua opinião usando a #experimentandoporai ou marcando o @experimentandoporai.

Quer ver mais análises desse gordinho? Clica nos links abaixo.
1º episódio (1ª RODADA DO BRASILEIRÃO), 
clique aqui.
2º episódio (MESSI, CUIABÁ, VAR E A 3ª RODADA DO BRASILEIRÃO), 
clique aqui.
3º episódio (SACANAGEM COM SIDÃO, HAT-TRICK LUCAS MOURA E A 4ª RODADA DO BRASILEIRÃO), 
clique aqui.
4º episódio (VIRADA DO FLAMENGO, HAT-TRICK DO BROCADOR E 6ª RODADA DO BRASILEIRÃO), 
clique aqui.
5º episódio (NINGUÉM MAIS SEGURA O PALMEIRAS), 
clique aqui.
6º episódio (VASCO VENCEU A PRIMEIRA. CRISTIANE FAZ HAT-TRICK NA ESTREIA), 
clique aqui.
7º episódio (PROTESTO DA MARTA), 
clique aqui.
8º episódio (AS GUERREIRAS DO BRASIL, COPA AMÉRICA E MESSI ISOLANDO A BOLA), 
clique aqui.
9º episódio (ATÉ QUE ENFIM O BRASIL GANHOU DO PARAGUAI NOS PÊNALTIS), 
clique aqui.
E aí, vamos experimentar?

Se liga nas nossas redes sociais:

http://www.fb.com/vamosexperimentar
http://www.instagram.com/experimentandoporai